sábado, 22 de agosto de 2015

E depois do "E viveram felizes para sempre"?


  Olá, queridos! A pedido de uma leitora aqui do blog, hoje trago esse post especial a vocês. Espero que gostem. ;)

     É normal que algumas pessoas, no momento em que contatam Elementais idealizem ou desejem que um elemental se apaixone por elas e que as leve para o seu Reino Encantado. Eu mesma sonhava muito com isso antes de contatar os elfos. Mas a grande pergunta é: Isso é possível? Um Elemental pode verdadeiramente se apaixonar por um mortal e levá-lo para seu Reino? E se for, como isso funciona? Como as coisas seriam depois? Vamos falar sobre isso nesse post e eu vou tentar responder a essas perguntas da melhor forma possível. Ok?

      Então, é possível sim que um Elemental (ninfa, fada, gnomo, elfo, dragão e etc) se apaixone por um humano. O amor é um sentimento mágico e acontece independente de idade, sexo, raça ou condição sexual. Há várias formas de amor; fraternal, maternal (ou paternal), sexual e aquele amor de alma gêmea que nem o tempo pode apagar. Se despertar pelo menos um desses tipos de amor em um elemental considere-se especial porque nem todos os seres encantados se relacionam seriamente com um humano. E sabe por que? Dependendo do elemental, isso pode ser ou porque ele tem medo de sofrer depois ou porque ele tem a alma tão obscura que nem sabe o que é amar ou ele nunca amou ninguém e não tem a mínima ideia de como isso funciona.

Mostre-me o amor


      Beijos, carícias e abraços são demonstrações de carinho, humanas. Muitos elementais se assustam com tanta intimidade. É sério! Em minhas infinitas Viagens Astrais, sempre que ousei abraçar ou beijar (mesmo que na bochecha) um elemental, ele se se surpreendeu muito. E na última vez que quis abraçar um elfo, ele saiu correndo como se eu fosse machucá-lo... Constrangedor. 
     Se um dia, der a sorte (ou o azar) de conhecer um elemental e poder conviver com ele, você vai ter de ensiná-lo sobre os costumes humanos, desde "porque nos abraçamos e nos beijamos até as relações homo afetivas".  Elfos, por exemplo, não entendem muito bem porque algumas pessoas são gays. Na mentalidade atrasada deles, se dois seres não podem se procriar, não tem porque estarem juntos. Logo, uma mulher estéril seria discriminada entre eles. Elfos costumam ter muitos filhos e para eles, uma família de verdade tem muitos membros.
     Já ninfas podem se relacionar tanto com homens quanto mulheres, pois para elas, o amor independe de formas ou sexo.
      Sátiros não se apaixonam mas sentem atração tanto por homens quanto por mulheres. Aliás, tem alguma coisa que não excite eles? Eca!
    Faunos também não são preconceituosos, mas são sentimentais (pelo menos quando se apaixonam).

      Os Elementais que convivem mais perto dos humanos, como as ninfas, por exemplo, são mais carinhosas e costumam abraçar e beijar seus amigos, mas os elementais que não convivem muito com os humanos como os elfos, por exemplo, estranham muito certas demonstrações de afeto. É que alguns elementais são muito "sérios" e segundo seu pensamento, só podem abraçar ou beijar os membros de suas famílias. Caso contrário, é visto como um sinal de desrespeito. Acontece algo semelhante em alguns países no nosso mundo, certo? Então, não podemos julgar os elementais. Não somos assim tão diferentes, afinal. Não é?!

     Quando um elemental está guiando um humano em seu reino, desperta olhares curiosos a sua volta. Imagine só, um humano andando pelo país das fadas deve ser a sensação do momento... Bom por um lado e ruim por outro. Bom porque você será admirado por aqueles que amam humanos e ruim porque você será odiado por aqueles que desprezam humanos. E sim, tem elementais que não vão nem um pouquinho com a cara dos seres humanos simplesmente por eles serem... HUMANOS. Isso, porque alguns sentem inveja e outros rancor. Antes, as fadas (aqui estou usando essa palavra para me referir indiscriminadamente a todos os elementais e não apenas aos seres do Ar) eram adoradas e reverenciadas. Todo mundo ou pelo menos MUITA gente acreditava nelas. Não era como hoje que você tem de aturar comparações bobas com a fada Sininho, por exemplo. Foi uma época em que nem sonhavam em criar a Disney ou filmes ou cinema, enfim essa bendita tecnologia que ajuda e ao mesmo tempo atrapalha. Só que também, as pessoas viam as fadas de uma outra forma. Elas não eram tidas como criaturas fofinhas e eternamente amorosas. Eram vistas como seres belos e perigosos que tanto podiam ajudar como atrapalhar, e levar humanos para seu Reino sem avisar antes. Era de um jeito que se você quisesse ir embora com as fadas, bastaria ir até uma colina e desejar isso e tcharam, elas vinham e te levavam. Mas as coisas mudaram... Hoje, a gente tem de se esforçar MUITO para provar que somos merecedores de pelo menos ter um vislumbre de uma fada. E a culpa é de quem? Nossa! Deixamos de acreditar como antes e as fadas se afastaram. 
           Algumas não queriam ir, mas não havia mais lugar para elas entre aqueles que se negavam a acreditar nelas, a adorá-las, a amá-las e ninguém suporta tanta hostilidade... Muitas se revoltaram e desde então, odeiam os humanos. Estes seres foram tomados por tanto rancor e tanta dor que isso se transformou em ódio e o ódio é como uma sombra negra que cresce e escurece a aura de quem o alimenta. Estes seres se tornaram tão sombrios que tiveram de se afastar mesmo de seu povo, isolando-se nas partes mais escuras de seu reino... Partes que ninguém em sã consciência ousaria pisar.

        Como alguns elementais não sabem amar podem ser possessivos, às vezes. Primeiramente o que os encanta em um indivíduo é sua aparência física (às vezes nem precisa ser uma pessoa fisicamente perfeita, mas com certos traços que impressionam como um olhar marcante ou uma forma de sorrir), depois a sua personalidade (doçura, charme, elegância, simplicidade ou mesmo ousadia é o que mais chama a atenção deles) e por último o seu comportamento (bom humor ou um jeito meigo e fofinho ou mesmo um cheio de atitude pode fasciná-los muito). Eles também admiram pessoas com alguma habilidade artística como escritores, cantores, desenhistas ou mesmo músicos ou costureiras (é, tem fadas que amam costura e bordado).
       Mas e quando surge o amor? Com a convivência, claro. Quando o elemental passa a se importar demais com você, quando é atencioso e gentil e te consola quando está triste. Geralmente, elementais ficam sem jeito quando alguém começa a chorar na presença deles. Eles não sabem como reagir e alguns até se irritam, mas quando gostam de você, eles fazem de tudo para te verem sorrir novamente, te abraçam, seguram sua mão ou mesmo fazem alguma gracinha. Minha ninfa guardiã, a Gaion, me abraçava e quando a dor era muita, ela me fazia ter um ataque de risos (até hoje, quando discuto com minha mãe ou com um de meus irmãos, ela me faz rir e dessa forma, a discussão quase nunca fica séria). Já o Alex (meu bakeneko fofinho) chorava junto comigo enquanto me cobria com sua aura iluminada (e dizem que gatos são insensíveis...).
       Lembro que Gaion me implorou certa vez para que eu lhe mostrasse o que era o amor (em sentimento mesmo) e eu fui mostrando aos poucos, demonstrando e explicando todas as formas de amor que eu conhecia, ensinando que o amor deve ser recíproco e que não se deve prender o outro, pois o verdadeiro amor é livre. Hoje, tento ensinar isso àquele elfo teimoso (o Alfie). Só espero que ele aprenda senão desisto de vez dele!

Juntos para sempre?


     Um problema de um elemental se apaixonar por um humano é que elementais são intensos, sempre amam demais ou odeiam demais... É difícil para eles dosar as coisas. 
             Antes de se envolver amorosamente com um elemental tenha em mente que esse lance pode ser para sempre (durante a vida e após a vida) porque ele não desiste de você só porque você desistiu dele. É complicado explicar, mas quando eles amam, o fazem com toda a sua alma e seu ser. Romântico e triste, porque se algo os separar, muito provavelmente, ele vai definhar e morrer. Especialmente se for uma ninfa ou um outro ser da água. Mas isso, na melhor das hipóteses, pois se o elemental surtar, aí sim as coisas vão ficar pretas porque ele vai encontrar uma forma para que vocês dois fiquem juntos para sempre. Como? Matando você. 

      Um ser da água pode te afogar. Não pense que fugindo de rios, banheiras e piscinas vai estar a salvo porque ele pode te pegar no banheiro, te empurrar, fazendo você bater a cabeça ou sei lá te afogar na lavadora ou no tanque (eles tem criatividade, viu?).
      Um ser do ar pode causar um acidente, já que eles tem a habilidade de te deixar desnorteado ou distraído, podem te jogar de escadas ou te matar asfixiado ou em último caso, te deixar em coma (pode ser através de um acidente ou mesmo através da magia deles). Eles ainda podem causar cegueira e loucura.
       Um ser da terra pode causar paralisia ou outras doenças e pode te assombrar MUITO (porque duendes, por exemplo, são naturalmente perversos), qualquer forma que eles decidam te matar será violenta.
      Já um ser do fogo pode te matar em um incêndio (se ele gosta de você pode te fazer adormecer profundamente ou te desmaiar, sei lá, mas se não gosta...).

       Agora se o amor entre vocês é recíproco, pode acontecer de você definhar... Um elemental nem sempre pode ficar sólido nesse dimensão (já que para isso ele precisaria de energia e você teria de ter o dom de VER espíritos) e tudo aquilo que não podemos "possuir" ou tocar nos aborrece muito com o tempo. Também tem a distância entre as dimensões, mesmo que ele possa se materializar e ficar sempre ao seu lado, isso pode ser prejudicial a ele. Um tritão não consegue ficar muito tempo fora da água, por exemplo. Uma ninfa gosta de estar perto de flores, plantas e árvores. E uma fada gosta do ar livre. Ele vai acabar indo embora de uma forma ou de outra e você vai terminar chorando sozinho a menos que... 
     Oh! É tão dramático quanto Romeu e Julieta, mas é assim que as coisas são. Só há um jeito de ficarem juntos...
    Compre uma casa no campo, infeliz. Tem árvores, rio e ar puro. Ninguém precisa ficar chorando aí no cantinho. Ora bolas! Mas falando sério, você pode ir embora para o reino dos elementais, através da morte - é o caminho mais fácil -. Claro que é ele quem tem de te matar e não o contrário. Suicídio não passa despercebido aos olhos dos deuses ou dos arcanjos e SEMPRE é punido. Então, nada de se matar!!! É o elemental quem tem de fazer o trabalho sujo e se ele garantir que é o contrário, é mentira! Desconfie! Em todos os contos e lendas que li, era sempre o elemental quem vinha "levar" a pessoa e nunca o contrário. Tanto que tem um conto de uma moça que foi prometida (pelo pai) a um fossegrim (acho que era um fossegrim, mas tanto faz, era um ser da água). O pai da moça a levou de barco até o elemental, mas ela disse que nunca seria dele e se matou. Esperta a mocinha. Dessa forma, ela foi direto para o Umbral (ou onde quer que eles mandem os suicidas) ou na melhor das hipóteses, virou um fantasma que ficou por ali mesmo. Prefiro pensar que ela foi para o Umbral porque senão o elemental pegou a alma dela e a aprisionou (mas acho difícil porque, como disse, ela cometeu um grave 'erro' ao tirar a própria vida e os deuses não perdoam isso). Já disse que elementais da água (em especial, serias) adoram colecionar almas humanas?! Pois é!

Tá. Morri e aí...?


      Ok. Você morreu e foi para o Outro Lado... E aí? Como é lá? Como as coisas funcionam? Ninguém pode dizer com toda a certeza o que acontece depois que um elemental te leva para o outro lado, mas naturalmente, você passa por um período de adaptação, onde precisa aprender como se comportar naquela dimensão, a falar o idioma deles - embora eles consigam falar nosso idioma perfeitamente, se tiver a oportunidade de aprender ao menos algumas palavras com eles, aprenda. É interessante! - a se vestir como eles e a comer a louca culinária deles (não estou dizendo que por lá não tenha pudim ou sorvete, mas é bom desapegar; assim como cada país pode ter um cardápio exótico, o reino das fadas, também). Também, estará sujeito a mesmas leis que eles. E tem outra coisinha que os elfos me contaram: o elemental que te leva é responsável por você da mesma forma que um tutor seria. Ou seja, se você aprontar das suas, vão puxar as orelhas do cidadão que te levou pra lá.
              Cada reino tem suas próprias leis, costumes e tradições. Nem um é igual ao outro, mas podem ser semelhantes em algumas coisas. Elfos levam casamento muito a sério e filhos e irmãos, para eles, são sagrados. Aquele lance de irmão mais velho cuidar de irmão mais novo é levado muito a sério entre os elfos. E até dizem que saberá se você será uma boa mãe ou um bom pai, pela forma como cuida de seu irmão mais novo.
       Fadas se mudam duas vezes ao ano, então nada de se apegar a sua casinha. Já duendes odeiam mudar-se e quando escolhem um cafofo, ficam nele pro resto da vida!
   

Nosso ninho de amor


   Já se perguntou como é a casinha de um gnomo ou de uma fada? Eu te conto!

Gnomo:

O Hobbit

A casinha deles costuma ser bem ajeitadinha, com móveis rústicos e muitas peças artesanais. Aliás, os gnomos constroem tudo o que precisam. Não compram nada! 
    Cultivam hortas e jardins. Nessa dimensão, preferem morar em nossos jardins, escondidinhos em pedras ou arbustos, ou mesmo na cozinha - um dos lugares preferidos deles -. Elas amam observar os humanos cozinharem e, às vezes, podem jogar um tempero ou outro na comida sem que percebamos. Isso deixa a nossa comida deliciosa.

Duende:


    Eu não gosto mais de duendes e não é porque encontrei alguns bem FDPs do outro lado...
   A casa de duende costuma ser muito bonita... Do lado de fora! Do lado de dentro é uma bagunça dos infernos. O que você encontra além da bagunça? MUITA comida e TESOURO. Tem gente que diz que todas aquelas tralhas velhas que vemos quando entramos no cafofo deles é, na verdade, tesouro encantado para enganar olhos despreparados. Será? O.o

Elfos:


 Se viu O Senhor Dos Anéis, pode ir se desiludindo, amiguinho. Nada de castelos e mansões medievais! Eles moram em casas que se não fosse a arquitetura estranha seriam normais. Elfos que não possuem criados tem uma casa muito bagunçada e as mulheres passam a maior parte do tempo cozinhando, já que elfos assim como duendes e gnomos, comem muito. Acho que, porque eles consomem muita energia, e também não engordam.


  Ninfas:


     Elas sim são cuidadosas e onde quer que se instalem, sempre procuram manter seu espaço limpo, bem cuidado e decorado.

Fadas:


   Outras que cuidam de seu lar são as fadas. Muito vaidosas, adoram quadros e objetos elegantes e brilhantes de decoração. Mesmo quando é uma fada humilde, ela sempre enfeita bem o seu lar com flores e incensos.

Dragões:


   Aposto que agora você imaginou uma caverna escura e cheia de ouro... É, mais ou menos. Mas a caverna de certos dragões podem ser elegantes e bem decoradas, como palácios (ao menos do lado de dentro. Eu sei que, pelo menos ouro nunca vai te faltar se você casar com um dragão. E, ah! Elas podem assumir a forma humana, então... Tamanho aqui não vai ser nenhum problema. Se é que vocês me entendem... ;)


Existe alguma cerimônia que oficialize a união entre um elemental e um humano?


    Existe sim. Cada povo do reino mágico possui seu próprio ritual sagrado, único e especial para unirem dois seres que se amam. E é tudo tão mágico que uma vez que você se casa com o ser mágico, passam a compartilhar a mesma consciência. Vocês se ligam espiritualmente.

Elementais traem?


 Uh! O que você acha? hahaha.
Bem... Talvez. Nem sempre. Isso é raro. Só se estiverem se sentindo carentes ou se tiverem sido traídos, primeiro. Eles até perdoam uma traição, mas até confiarem novamente no parceiro...
      Não é fácil trair um elemental. Ou você abre o jogo e assume uma relação liberal ou quase, ou... Aguenta a possessividade deles, os beliscões (um beliscão de elfo dói como uma agulhada) e etc.


Conclusão


     Os elementais podem ser fiéis até a morte a uma única pessoa, mas exigem o mesmo dessa pessoa. Do contrário, podem se magoar profundamente e um ser magoado é capaz de tomar atitudes impensadas, podendo ferir a si mesmo ou aos outros. Como os elementais são seres sensíveis, suas emoções são extremas e eles amam demais.
     O lado bom de amar um elemental é que esse tipo de amor pode ser para a vida inteira (e até depois) e um elemental pode ser mais gentil e atencioso que um humano já que ele tem mais tempo e paciência com você. ©
    É isso.
Se ficou alguma dúvida, deixe nos comentários.
Em breve, farei um post recomendando alguns livros sobre o tema para que vocês possam ler mais a respeito. Agora, ando meio sem tempo, mas eu prometo que esse post sai.

    Beijinhos de morango.

9 comentários:

Sendo Quem Sou disse...

Ai meu Deus como você é perfeita... eu simplesmente amei o post, c falou muito mais do que eu precisava, mas como minha curiosidade não tem fim eu gostaria de saber como pode ir para o reino dos elementais sem a morte??? qual o caminho dificil, seria algum tipo de ritual???
Por favor, poste sempre aqui, qual quer novidades em relação aos seres da agua..... beijão gatah

by: Nanda

Gnomo Jardim disse...

Olá, Daniele. Adoro seu blog! Eu fiquei em dúvida em uma coisa...Você mensionou ali que tem uma ninfa e um banekeko (acho que é assim que se escreve) guardião, gostaria de saber como despertar os elementais guardiões. Obrigado!

Daniele Araujo disse...

Nanda, você pode tentar encontrar ou abrir um portal, mas como abrir um portal é muito difícil, você pode tentar encontrar um. Eddie Van Feu tem um livro sobre portais, mas é um pouco antigo, então, não se se acha ainda, mas procure em livrarias que vendem livros usados.

Daniele Araujo disse...

Eu vou ver se posto algum ritual ensinando como contatar esses elementais, em breve. ;)

Gnomo Jardim disse...

Muito obrigado Daniele, aguardo seu post, estou ansioso para contatar meus elementais guardiões! :p

Guerrilheiro games BR disse...

muito obrigado, ajudou muito, parabens pelo site. continue assim

Gnomo Jardim disse...

Oi Dani. Estive pensando, como conseguiu essas informações? Foi através de um sonho, ou leu em algum livro? Se for um livro pode me contar o nome? Abraço do Gnomo.

Daniele Araujo disse...

Oi, Gnomo! :)
Então, para escrever os meus textos, geralmente, eu faço uma pesquisa baseada em livros e, muitas vezes, em sites e, também me valho um pouco de minha própria experiência com elementais - como pode reparar nos posts sobre elfos e ninfas -, quanto aos outros elementais, como fadas, eu tenho de pesquisar MUITO porque,digamos que não tenho tanta sorte com fadas como outros elementais. Alguns dos livros que eu pesquiso são os de Eddie Van Feu (sou fanática por ela e compro todos os livros dela que eu posso e encontro), Katharine Briggs (se entender um pouquinho de espanhol como eu, eu recomendo porque ela é uma ótima escritora e mostra o lado sombrio dos elementais), Campedelli (eu esqueci o primeiro nome dela, mas eu falei dela num post sobre elfos da paixão, ela é irlandesa, eu acho, mas tem um versão em português do livro dela), enfim, para não ficar muito extenso, eu eu sou fascinada por elementais e compro todos os livros que encontro deles, a maioria eu comprei em casas esotéricas e em lojas de livros usados (é bem mais fácil achar livros antigos como os da campedelli e os da Briggs que nas livrarias, vai por mim), mas você tentar encontrar pela internet, acho que vi o da Briggs na Amazon, chama Diccionario de las hadas. Quanto aos sites, os que eu mais pesquisei foram:
http://witchclubhouse.blogspot.com.br/ (não tem marcadores, então, precisa pesquisar com paciência no blog :/)
http://acasadafada-jacque.blogspot.com.br/
http://osduendesaoreais.blogspot.com.br/
Tinha também um muito foda de elfos, mas a última vez que vi foi há dois anos atrás, era pelo webnode e chamava Filhos... Não lembro do quê (mas acho que se combinar com palavras chaves relacionadas ao senhor dos aneis você encontra, porque mesmo eu sendo fã da trilogia, eu não sou boa com nomes :p) a autora do blog se identifica como elfa alguma coisa e tem um perfil no face que eu por acaso adicionei, mas como tenho muitos amigos loucos por elfos, fica difícil... tá, eu devo ter bugado o seu cérebro, esquece a parte dos elfos e foca nas outras informações. kkk
Qualquer dúvida, é só perguntar.
Abraço.

Gnomo Jardim disse...

Ok, obrigado. Eu já comprei o livro" A Magia das fadas" da eddie van feu, vou procurar e comprar esses que você me recomendou! Um abraço do gnomo!

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Template by:

Free Blog Templates