quarta-feira, 30 de abril de 2014

Bree: Um encontro com uma djinn



07/06/12 - Noite.

  Ontem à noite, eu estava deitada na cama. Pronta para dormir quando ouvi vozes femininas, vindas do jardim. Pareciam duas pessoas conversando. Uma delas disse:
- Eu vou entrar!
 Assustada, eu me levantei e acordei minha mãe. Na hora, nem passou pela cabeça que as vozes pudessem ser das ninfas. Eu pensei que fossem bandidos. Minha mãe olhou pela janela e não viu ninguém. Então, voltou para o quarto dela. Eu me deitei de novo e dessa vez, ouvi perfeitamente, quando chamaram meu nome. Eu nem preciso dizer que fui correndo atrás da minha mãe! Ela me disse que devia ser algum espírito e sugeriu que eu convidasse este mesmo espírito a vir em meus sonhos. Eu segui o conselho dela e, essa tarde, eu tive um sonho estranho...

 Eu estava deitada em minha cama. Me sentei. Estava usando apenas um robe azul de seda. Estava em transe. Me levantei e fui até o jardim. 
  O jardim estava do mesmo jeito de sempre, mas o céu estava mais azul, as plantas mais viçosas, mais verdes e cheias de vida. Tudo estava "iluminado" de um jeito mágico. Eu estava em uma dimensão paralela à essa. Me aproximei do limoeiro, que fica ao lado do portão. E uma voz feminina e sedutora, veio do alto e me disse que eu era muito bonita e que eu não devia ter vergonha do meu corpo.  Eu tirei meu robe, ficando nua.
Uma fina chuva molhou meu corpo. Mas não era uma chuva comum. Era uma chuva morna. Emocionada, eu agradeci de joelhos por aquela maravilha da natureza. 
 A voz me disse que a chuva morna vinha do alto da árvore (a goiabeira). Me aproximei da árvore e a abracei. Então, facilmente, subi no alto dela. Me senti segura. Não tive medo da altura (e normalmente, eu morro de medo de altura). Senti que a ninfa daquela árvore me envolvia com seu amor e sua paixão o tempo todo. Senti aquele sentimento tomar conta de meu corpo e quando percebi, ela e eu estávamos nos entregando uma a outra. É difícil descrever o que aconteceu, já que eu não a via. Apenas sentia ela.  
  Nunca, em toda a minha vida, havia sentido um prazer tão intenso. 
Olhei para o céu. Ele estava tão lindo! Os pássaros cantavam e as folhas das árvores pareciam mágicas. Me sentia nas nuvens! Fechei meus olhos e me entreguei por completo àquele sentimento. Mas, depois de um tempo, tive medo que alguém aparecesse e me visse daquele jeito em cima de uma árvore. A voz me mandou fechar os olhos. Eu obedeci. Mas, depois de alguns minutos, o meu medo voltou e eu decidi descer da árvore. Foi difícil porque aquela presença feminina e invisível me tentou o tempo todo me envolvendo em beijos e carícias ardentes. Vesti meu robe azul e fui correndo para a cozinha. 
   Uma garota branca, de cabelos marrons e olhar malicioso  apareceu para mim e me pediu para voltar lá para fora. Eu me recusei. Então, acordei.

 

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Template by:

Free Blog Templates