sexta-feira, 29 de março de 2013

Epimélides, ninfas dos pastos

As epimélides, mélides, málides ou bucólicas (boukolai, em grego) eram ninfas dos pastos e campinas das montanhas, protetoras de rebanhos de cabras e ovelhas e também guardiãs dos pomares e árvores frutíferas. O nome era derivado das palavras gregas epi- "junto a", "protetora" e mêlon, que significa tanto "ovelha" quanto "pomo" (termo que abrangia a romã, a maçã e o marmelo). O duplo significado da segunda palavra lhe deu seu duplo papel.
Seu número parece ter incluído oceânidas e oréadas, tanto quanto dos deuses rústicos Hermes, Sileno e Pã. Mesmo as helíades e nereidas como Galatéia e Psâmate assumem, por vezes, o papel de epimélides nos mitos.
 As epimélides citadas na mitologia grega incluem Galatéia, as helíades (enquanto foram pastoras de seus rebanhos na Trinácria, atual Sicília), Nômia (oréade do monte Nômia, na Arcádia), Penelopéia (epimélide do monte Cilene, na Arcádia, que amada por Hermes foi a mãe do deus Pã), Sínoe (epimélide do monte Sínoe, na Arcádia, que amamentou o deus Pã), Psâmate (psâmida que toma a forma de epimélide ao enviar um lobo contra os rebanhos de Peleu) e Sose (ninfa profetisa que, amada por Hermes, teve como filho os Panes).

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Template by:

Free Blog Templates