quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

Camila

Camila, favorita de Diana, caçadora e guerreira, à feição das amazonas, chegou com seu bando de cavaleiros e guerreiras para se colocar ao lado de Turno. Essa donzela não acostumara as mãos ao manejo da roca, mas aprendera a enfrentar os trabalhos da guerra e, em rapidez, ultrapassava o vento. Dava a imprensão de que passava sobre os trigais sem esmagá-los ou sobre a superfície da água sem afundar. A história de Camila foi singular desde o começo. Seu pai, Metábus, expulso de sua cidade pela guerra civil, levou com ele, em sua fuga, a filha ainda criança. Fugindo através dos bosques, perseguindo de perto pelos inimigos, chegou à margem do Rio Amazenos, que, muito engrossado pelas chuvas, impediu a passagem. Metábus parou por um momento e, depois decidiu o que fazer. Amarrou a criança em sua lança, com tiras de cascas de árvore, e, erguendo a arma no braço estendido, assim se dirigiu a Diana:
- Deusa dos bosques! Consagro a ti esta donzela.
Em seguida, lançou a arma com sua carga à outra margem do rio. A lança voou sobre as águas rugidoras. Os perseguidores de Metábus já o haviam alcançado, mas ele mergulhou no rio e o atravessou a nado, encontrando, na outra margem, a lança com a criança sã e salva. Dali para adiante, ele viveu entre os pastores e ensinou à filha as artes rurais. Desde criança, ela aprendeu a manejar o arco e a lançar o dardo. Com sua funda, era capaz  de abater o grou ou o cisne selvagem. Seu vestido era uma pele de tigre. Muitas mães a desejam para nora, mas ela continuava fiel a Diana e repelia a ideia de casamento.

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Template by:

Free Blog Templates