sábado, 3 de novembro de 2012

Ninfas, segundo a mitologia


    Para os gregos e romanos da antiguidade, ninfas eram as divindades benéficas que representavam as forças elementares da natureza.
  Como divindades menores, elas não eram imortais, mas permaneciam jovens, belas e graciosas, sendo por isso amadas por deuses e homens, embora também inspirassem, ao mesmo tempo, temor e devoção no mundo helênico. Frequentemente descritas com vestidos leves e quase transparentes, e tendo seus cabelos soltos ou entrelaçados.

As ninfas podiam raptar um mortal, caso se apaixonassem por ele, como aconteceu com Hilas, herói associado à lenda de Hércules, que ao retirar água de uma fonte, foi carregado por elas para o fundo das águas; ou com Hermafrodito, que ao banhar-se numa fonte despertou tamanha paixão na ninfa Salmacis que esta o abraçou e pediu aos deuses que fundissem seus corpos num só.

Mas também podiam morrer de amor, como no drama da ninfa Eco, que ao se apaixonar por Narciso, sem ser correspondida, ficou reduzida a uma voz que continuou a se lamentar pelas florestas e montes.

As ninfas estavam ligadas tanto à terra quanto à agua, e eram classificadas segundo o lugar em que habitavam.

Náiades- ninfas aquáticas extremamentes belas, que viviam em fontes e nascentes onde permitiam aos homens beber da água, mas não o banho, punindo os infratores com amnésia, doenças e até mesmo a morte. Possuiam o dom da cura e da profecia, e se dividiam em cinco famílias diferente: Crinéias (fontes); Limneidas, ou Limnátides ( lagos); Pegéias ( nascentes); Potâmides ( rios); e Eleionomae (pântanos).

Oréades- Ninfas que habitavam e protegiam as montanhas, as cavernas e as grutas.

Napéias- ninfas que até certo ponto se assemelhavam às oréades por serem associadas a vales, colinas e depressões. Dificéis de serem avistadas, já que se escondiam atrás de pinheiros e outras árvores quando sentiam a presença humana. Eram sofisticadas e acompanhavam a deusa Ártemis ( Diana) em suas caçadas. Também faziam parte do cortejo de Febo, ou Apolo quando este passava pelo céu com sua carruagem.

Oceanides- ninfas dos fundos inacessíveis do mar, das quais algumas se distinguiram, tais como Clímene, esposa do titã Jápeto, e Dione, amante de Zeus. Irmãs dos rios, eram, segundo Hesíodo, em número de três mil.

Nereidas- Essas 50 ou 100 filhas de Nereu, um deus marinho mais antigo que Netuno, habitavam o mar Egeu. Quase sempre representadas como sendo metade mulher e metade peixe, assim como as sereias, mas diferentemete delas, eram gentis e generosas, mostrando-se sempre prontas a ajudar os marinheiros em perigo. Viajavam sobre golfinhos ou cavalos-marinhos, trazendo na mão ora um tridente, ora uma coroa ou um galho de coral.

Pegéias- Ninfas que habitam as nascentes. Um grupo delas foi responsável pelo rapto de Hilas. Quando os argonautas fizeram uma escala na Mísia, Hilas se afastou para procurar água e não voltou. É que, tendo se aproximado de uma nascente, as pegéias, extasiadas com sua beleza, arrastaram-no para as profundezas da água.

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Template by:

Free Blog Templates